12 de mar de 2010

Os estudantes da Biblioteconomia reivindicam

Em outubro de 2008, o então candidato a Diretor, e hoje Diretor do CED, Prof. Wilson Schmidt recebeu, em mãos, dos estudantes de Biblioteconomia o documento abaixo transcrito, por ocasião de evento comemorativo aos 35 anos de implantação do Curso de Biblioteconomia na UFSC.
Essas reivindicações juntam-se à reivindicação de mudança do nome do Centro, visando a que inclua o termo INFORMAÇÃO no nome desta Unidade de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC.
A pergunta que não cala é: INFORMAÇÃO é um ramo das Ciências da Educação?
Por acreditarmos que não, QUEREMOS o termo INFORMAÇÃO no nome do CED.

CED - Centro de Ciências da Educação e da INFORMAÇÃO!




==============================
= DOCUMENTO =
==============================

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO
CURSO DE BIBLIOTECONOMIA


Relatório das reivindicações discentes do curso de Biblioteconomia da UFSC Documento organizado para o debate sobre as perspectivas da Biblioteconomia no CED, juntamente com os candidatos a direção do Centro, a ser realizado dia 10 de outubro de 2008, no auditório do CED, em função da comemoração dos 35 anos do Curso de
Biblioteconomia na UFSC.

FLORIANÓPOLIS, 2008


SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO ......... 3
2 UFSC ............... 4
3 CURSO DE BIBLIOTECONOMIA... 4
3.1 Aulas e disciplinas ..... 4
3.2 Professores ............. 5
3.3 Coordenação ............. 6
3.4 Estágios ................ 6
3.5 Outros .................. 6

4 CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO (CED) .. 7
4.1 Administração Geral ................. 7
4.2 Biblioteca .......................... 7
4.3 Infra-Estrutura ..................... 8
4.3.1 Salas de Aula ..................... 8
4.3.2 LABINFOR .......................... 8
4.3.3 Banheiros ......................... 8
4.3.4 Xerox ............................. 9
4.3.5 Acessibilidade .................... 9
4.3.6 Outros ............................ 9



1 INTRODUÇÃO

Este documento foi organizado com o intuito de comunicar tanto aos candidatos à direção do Centro de Ciências da Educação (CED) quanto aos representantes e responsáveis pela coordenadoria do Curso de Biblioteconomia da UFSC, sobre as reivindicações dos discentes do Curso de Biblioteconomia. Os dados que compõem esse documento foram coletados nas 1ª, 2ª, 3ª, 5ª, 6ª, 7ª e 9ª fases do curso de Biblioteconomia. A 4ª fase não indicou os problemas do Curso e do CED, porém, posicionaram-se da seguinte forma: ?Os alunos sugerem que os problemas sejam vistos, se é que ainda não foram pelos próprios candidatos e que estes mostrem empenho e disposição para as melhorias. Solicitamos a presença dos candidatos para a apresentação antecipada aos alunos". Alguns alunos da 3ª fase também optaram por não indicar os problemas do Curso e do Centro de Ciências da Educação, pois já indicaram outras vezes e nada foi feito para solucionar os problemas. Não foi possível consultar os alunos da 8ª fase por choque de horários com as outras atividades.

Para a produção deste relatório, foram realizadas atividades dinâmicas com as fases no período de 29 de setembro a 8 de outubro deste ano. Essas atividades foram ministradas por dois integrantes do Centro Acadêmico de Curso (CAB) nas 2ª, 3ª, 4ª, 5ª e 9ª fases, que se basearam na atividade proposta pelo Professor Francisco das Chagas de Souza, na disciplina CIN5020 Estudos de Usuários e de Comunidades e foi ministrada pelo Prof. Francisco nas 1ª, 6ª e 7ª fases. A atividade consistia na reunião de grupos e discussão de melhorias a serem implementadas no CED e no próprio Curso de Biblioteconomia. Este documento tem o propósito de embasar formalmente as necessidades e os anseios do corpo discente do Curso de Biblioteconomia e sua importância reside na comunicação de expectativas para futuras melhorias. Para uma melhor compreensão, o documento foi subdividido em tópicos principais, pois foram citados repetidas vezes nas diferentes fases onde a atividade foi ministrada (Veja Quadro I). Optamos por indicar também os problemas citados no âmbito da UFSC mesmo que este não seja exatamente o foco da discussão.


Quadro I: Tópicos abordados

UFSC: Segurança - Estacionamentoação - Fiscalização
CED: Administração Geral - Biblioteca - Infra-Estrutura
CURSO DE BIBLIOTECONOMIA: Professores/Coordenação - Estágios - Aulas e Disciplinas


2 UFSC

- Mais segurança e iluminação no campus à noite.
- Maior fiscalização nos Centros de Ensino (infra-estrutura).
- Melhorar a segurança nos prédios do CED e ao seu redor, bem como no
estacionamento. Se preciso, que se crie um estacionamento fechado, para
carros e motos.
- Fiscalização rígida em relação às pessoas que estacionam em lugares
proibidos, como as calçadas.

3 CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

1 Aulas e Disciplinas

- Oferecimento de mais que uma disciplina da primeira fase por semestre, para
que os alunos que reprovaram ou tenham interesse possam cursá-las.
- Atividades condizentes com o que já foi estudado, com os planos de ensino
revisados pela coordenadoria. Exemplo: a matéria Gestão da Informação e do
Conhecimento deveria vir depois de Teoria geral da Administração.
- Mais aulas práticas, conciliando assim a teoria com a prática.
- Revisão do plano de ensino para que matérias idênticas não sejam ensinadas
em disciplinas de diferentes nomenclaturas. A exemplo: Gestão da
Informação e do Conhecimento e Informação para Empresas.
- É necessário colocar no currículo do curso, desde a primeira fase, mais de
uma disciplina que ensine a língua inglesa.
- Maior variedade de disciplinas optativas, que não sejam obrigatórias. O
currículo também apresenta limitações na questão de horários incompatíveis
onde existe a dificuldade para os alunos de escolherem optativas de sua
preferência.
- Interação entre o Curso de Biblioteconomia e a Biblioteca
Universitária (BU),
de maneira que a BU possa ser usada como ?biblioteca escola? ou espaço de
laboratório para os estudantes deste curso.
- Laboratório para prática de restauração com materiais necessários, para que
a disciplina de restauração também possa ser ofertada.
- Melhor ensino para padronização de trabalhos. Normas da ABNT e
metodologia deveriam ser ensinadas desde o início do curso.
- Disciplinas ?muito pesadas? deveriam ser melhor conciliadas com TCC. Maior
interação entre os professores.
- Ofertar disciplinas de Educação, História Biblioteconômica, Oratória.
- Ofertar disciplina de acessibilidade informacional, disciplina de libras,
acessibilidade física, braile e deficiências em geral. Capacitação de
professores em relação à acessibilidade.
- Eliminar a quebra de pré-requisito.
- Mais professores para o departamento.
- Possibilidade de que cursos de 8 horas sejam validados como optativas.
- Eventuais mini-palestras de todos os professores do CIN para que exponham
sua área de atuação a todos os alunos.
- Ingresso gratuito de estudantes de Biblioteconomia nos cursos de línguas
estrangeiras que a UFSC promove todos os semestres.
- A duração do curso deveria ser prolongada, pois alguns conteúdos exigem
mais tempo de estudo. As disciplinas de Catalogação e Classificação
deveriam possuir mais horas/aula.
- Possibilidade de realizar 24 horas/aula por semestre.
- Espaços/parcerias com empresas institutos para dar aulas práticas. Arquivos
médicos, imagens, etc.
- Optativas ofertadas somente no período diurno também deveriam ser
ofertadas no período noturno.

2 Professores

- Forma mais crítica de avaliar os alunos.
- Professores substitutos precisam ser mais bem orientados. Em disciplinas
ministradas por professores de outros departamentos, que em geral são
professores substitutos, o conteúdo ensinado precisa ser adaptado às
necessidades das disciplinas do curso de Biblioteconomia.
- Os professores deveriam providenciar versão impressa e on-line dos textos
que usam nas salas de aula.
- Mais professores efetivos com formação em Biblioteconomia. Ainda que a
Ciência da Informação seja uma área interdisciplinar e exista a necessidade
de professores com diferentes formações nas atividades de ensino, o CIN é
peça importante no fortalecimento da classe bibliotecária catarinense e não
serão os profissionais de outras áreas que lutarão pelos direitos dos
bibliotecários.
- Queremos que os professores melhorem a qualidade das aulas que ministram
? suas didáticas, metodologias, etc.
- Maior número de professores efetivos no Departamento de Ciência da
Informação para o oferecimento de maior variedade de disciplinas no curso
de Biblioteconomia. Sabemos que os professores do CIN estão
sobrecarregados com atividades administrativas, além das de ensino,
pesquisa e extensão. Tal situação, cremos, influi diretamente na qualidade
das aulas ministradas.
- Maior integração entre os professores para que se desenvolva
interdisciplinaridade, além de evitar que alguns conteúdos sejam ensinados
repetidas vezes ao longo do curso.
- Os professores DEVEM falar e escrever corretamente a língua portuguesa no
momento das aulas.
- Que os professores de outros cursos que venham dar aula no curso de
biblioteconomia tenham, no mínimo, 5 anos de experiência de ensino.
- Diminuir a quantidade excessiva do uso de xerox;
- Maior entrosamento entre os professores para evitar a sobrecarga de
conteúdo com os alunos.
- O professor Angel precisa entregar as provas no início ou no meio das aulas
e não no final quando todos os alunos estão quase indo embora, já que logo
depois ele as recolhe.

3 Coordenação

- Disponibilizar alternativas de horários diurnos no curso.
- A coordenação deveria ser o centro informacional do curso.
- Mais congressos e palestras referentes ao curso, com acesso gratuito.
- Necessidade de secretários mais qualificados na secretaria do curso de
Biblioteconomia.
- Melhoria no horário de atendimento dos Departamentos e Coordenação, que
fica fechada pelo período da manhã.
- Melhor comunicação entre a Coordenação do Curso de Biblioteconomia e
seus alunos. O curso precisa de um site atualizado e dinâmico.

4 Estágios

- Liberação de 2 estágios.
- Estágio obrigatório na UFSC.
- Ampliação das vagas de estágio.
- Maior organização no auxílio aos alunos do departamento de estágio.
- A Coordenação de Estágios da Biblioteconomia deve divulgar melhor todas
as vagas de estágios que aparecerem, numa tentativa de evitar que os
estágios que remuneram melhor sejam oferecidos apenas a poucos
escolhidos pelos professores.

5 Outros

- Incentivo para as atividades esportivas.
- Maior quantidade de atividades culturais.
- Constante atualização de murais informativos.
- Ampliação do horário, coerente com curso noturno.
- Espaço físico único para a Empresa Júnior de Biblioteconomia.
- Maior presença do Centro Acadêmico de Biblioteconomia (CAB) no dia a dia
dos estudantes e maior apoio às ações do CAB e da Biblio-Júnior por parte
dos estudantes.
- Oferecimento de mini-cursos para aperfeiçoamento de práticas pouco
abordadas no curso.
- Maior ajuda de custo para as viagens de encontros regionais e nacionais de
Biblioteconomia, entre outros.

CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO - CED

1 Administração Geral

- A discussão que se deve levantar é sobre a forma como os projetos que
existem dentro do CED são administrados. Se em alguns projetos sobra
dinheiro é preciso saber para onde esse recurso vai, ou seja, uma maior transparência na
administração do Centro como um todo.
- Fiscalização contínua dos recursos a serem utilizados nas salas de ula.
-Funcionários disponíveis em horário integral.
- Refazer as instalações elétricas de todos os prédios do CED.
- Melhorar aorganização dos murais nos corredores do CED.
- Que seja proibido fumar dentro dos prédios do CED e que exista fiscalização para isso.
- É preciso haver preocupação da direção do CED em divulgar o curso de
Biblioteconomia na própria UFSC e fora dela, além de buscar alternativas
para valorizar o profissional bibliotecário, ator importante numa
sociedade que
valoriza tanto a informação, nos seus mais diferentes segmentos.

2 Biblioteca

- Criação de banheiros.
- Interação entre os professores e bibliotecários referente à aquisição do
acervo.
- Acesso aos trabalhos acadêmicos já realizados pelos estudantes de
Biblioteconomia.
- Poucos terminais de consulta, máquinas mais novas e melhores. Que filmes
em VHS sejam regravados em DVD.
- Biblioteca Setorial do CED e Central com acervo mais atualizado, completo e
com maior número de exemplares da mesma obra.
- É preciso rever o horário de funcionamento das bibliotecas da UFSC, uma vez
que elas fecham cedo demais para quem estuda no período noturno.
Deveriam ficar abertas até às 23h todos os dias da semana, no mínimo, e
abertas nos finais de semana.


3 Infra Estrutura

3.1 Salas de aula
- Mais limpeza nas salas de aula.
- Ventiladores em pleno funcionamento.
- Arrumar as portas das salas.
- Relógios de parede em cada sala.
- Retro-projetores e datas show novos.
- Salas apropriadas para o número de alunos.
- Melhorar a iluminação das salas de aula.
- Melhor climatização das salas e laboratórios, com ar-condicionado split.
- Cadeiras mais confortáveis, ergonômicas, estofadas; E cadeiras especiais
com mesas para pessoas canhotas.
- As cortinas de pano, pesadas, deveriam ser trocadas por persianas de fácil
manuseio.
- Rebocar as salas com buracos na parede. Melhorar a instalação elétrica dos
equipamentos.
- Colocação de quadro branco (com uso de pincel atômico) no lugar dos
quadros de giz nas salas de aula.
- Laboratórios específicos e bem equipados para as diferentes atividades
técnicas/práticas.
- Mais ambientes de trabalho para orientandos/pesquisadores.

3.2 LABINFOR

- Ampliação do espaço do LABINFOR.
- Maior quantidade de equipamentos melhores e em funcionamento no
LABINFOR. O ideal seria um computador por aluno.
- Horário de funcionamento do LABINFOR bem definido. Que o laboratório
realmente abra esses horários.


3.3 Banheiros

- Reforma nos banheiros masculino e feminino do segundo e terceiro andar do
prédio do CED.
- Troca das divisórias do banheiro masculino.
- Que produtos básicos de higiene como papel higiênico, papel toalha e
sabonete sejam encontrados em todos os banheiros dos prédios do CED
todos os dias.
- Mais Limpeza.


3.4 Xerox

- O Xerox deveria ser mais barato.
- Ampliação do horário de funcionamento do Xerox, para atender às
necessidades dos estudantes da noite.
- Espaço físico pequeno; pouco pessoal no atendimento; horário de
funcionamento (fechamento).
- O valor do aluguel cobrado à empresa que faz Xerox dentro do CED deverá
ser administrado por esta unidade de ensino, sendo que este montante
deveria então ser revertido em melhorias para o centro e aquisições de
documentos para a Biblioteca Setorial do CED.

3.5 Acessibilidade

- Elevadores e rampas de acesso aos andares das salas de aula e laboratórios,
para gestantes e demais cidadãos portadores de necessidades especiais.

3.6 Outros

- Nova pintura em todo o prédio do CED.
- Higienização dos bebedouros e/ou troca por outros melhores.
- Rede de Internet sem fio (wireless) nas dependências do CED.
- Caixa-eletrônico de diferentes bancos nas dependências do CED.
- Criação de espaço saudável de convivência entre os estudantes do CED.
- Laboratórios: LTI: há demanda para mais um laboratório do mesmo porte.
- Datas-limite para a permanência dos trabalhos que os alunos do curso de
Pedagogia fixam nas paredes dos corredores e salas de aulas do CED. É
preciso que eles entendam que dividem o espaço com alunos de outros
cursos.
- Uma sala maior para o Centro Acadêmico de Biblioteconomia (CAB). A sala
atual não comporta todos os integrantes do CAB ao mesmo tempo e é
insuficiente para o desenvolvimento de inúmeras atividades que seus
membros gostariam de pôr em prática.
- Reforma do prédio atual do CED e então, futuramente, no máximo 2 anos,
providenciar a construção de um novo prédio exclusivo para a
Biblioteconomia, que possua: salas de aulas, salas dos professores,
laboratórios, núcleo de pesquisa, pós-graduação e outros.
- É preciso fazer uma reforma na parte elétrica do prédio e retirar a fiação
exposta nas salas de aula, não apenas por uma questão estética, há também
o perigo de os alunos levarem choques.
- A livraria do CED [Livros & Livros] precisa ficar aberta até às
sete da noite
para que os alunos do período noturno tenham a oportunidade de fazer
compras lá.
- Reestruturação do auditório do CED: reforma do espaço, melhor iluminação e
troca de assentos.
- Mais opções de variedades de lanchonetes no CED.
- Avaliação da qualidade dos alimentos vendidos na lanchonete do CED.
- Melhoria na capacitação dos funcionários da lanchonete, que não possuem
higiene alguma.
- Melhor higiene na lanchonete, especialmente quando se trata da manipulação
dos alimentos.